Tempo - Tutiempo.net

Brasil registra mais 2.233 mortes por Covid-19 nas últimas 24h, governo assassino

OMinistério da Saúde notificou, esta quinta-feira (11), mais 2.233 óbitos associados à Covid-19, sendo este o segundo dia consecutivo em que o país notifica mais de 2 mil mortes associadas à doença causada pelo vírus SARS-CoV-2 (ontem foi notificado um novo recorde de mortes num dia desde o início da crise pandêmica, com 2.286 óbitos em 24 horas).

No mesmo período, foram contabilizados mais 75.412 novos casos de infecção, o terceiro dia consecutivo acima dos 70 mil novos contágios diários.

Este mês de março, vale lembrar, o Brasil tem assistido a um agravamento de ambos os indicadores, tendo atingido um novo recorde de óbitos (2.286, no dia 10) e de casos (80.508, no dia 7).

Neste momento, há o registro de 272.889 mortes e mais de 11,2 milhões de infeções acumuladas.

O Governo de São Paulo e a prefeitura do Rio de Janeiro ampliaram hoje as medidas de restrição para controlar a pandemia de covid-19.

Com o sistema de saúde em risco de colapso, o estado de São Paulo anunciou a implantação de um toque de recolher entre as 20:00 e as 5:00 a partir de 15 de março. As medidas valerão por 15 dias.

A polêmica postura de membros do Governo face a medidas de proteção da covid-19 aumentou esta semana após um dos filhos do Presidente, Jair Bolsonaro, ter convidado os jornalistas a “enfiar as máscaras no rabo”.

“Eu acho uma pena que essa imprensa ‘mequetrefe’ que a gente tem aqui no Brasil fique dando conta de cobrir apenas a máscara.

‘Ah a máscara, está sem máscara, está com máscara’. Enfia no rabo gente, porra!”, disse o deputado federal Eduardo Bolsonaro, num vídeo publicado na noite de quarta-feira na rede social Instagram. (Reuters)

Está comprovado esse é um governo assassino (cljornal)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS