Tempo - Tutiempo.net

Glenn: está provado que a Lava Jato usou seu poder para fazer política

O jornalista Glenn Greenwald, editor do Intercept, publicou uma série de tweets sobre a evidente sobre a evidente politização da Lava Jato, que perseguiu o Partido dos Trabalhadores e protegeu a extrema-direita brasileira, representada pelo bolsonarismo. “1/ Como Deltan disse sobre Flávio:

É óbvio o q aconteceu… E agora, José?”

MPF procuradores concordaram que havia zero dúvida  que Flavio era culpado de corrupção séria.

Mas eles previram que Moro protegeria Flavio por motivos políticos e seus próprios interesses profissionais”, escreveu Glenn.

“5/ Estas são algumas das evidências mais convincentes, mostrando o que os críticos de Moro e LJ – e procuradores do MPF – vêm dizendo: a LJ usou o pretexto da lei para alcançar seus fins políticos, perseguindo quem eles queriam, protegendo os outros (FHC) por razões políticas.”

 EXCLUSIVO : Deltan Dallagnol, em chats secretos, sugeriu que Sergio Moro protegeria Flávio Bolsonaro para não desagradar ao presidente e não perder indicação ao STF https://theintercept.com/2019/07/21/deltan-

‘É óbvio o q aconteceu’, disse Deltan sobre caso Queiroz

Procuradores concordaram não haver dúvidas de corrupção de Flávio Bolsonaro no caso Queiroz. Dallagnol só queria comentar caso de petista

theintercept.com

1/ Como Deltan disse sobre Flávio: É óbvio o q aconteceu… E agora, José?” MPF procuradores concordaram que havia zero dúvida que Flavio era culpado de corrupção séria. Mas eles previram que Moro protegeria Flavio por motivos políticos e seus próprios interesses profissionais.

Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter
1/ Como Deltan disse sobre Flávio: É óbvio o q aconteceu… E agora, José?” MPF procuradores concordaram que havia zero dúvida que Flavio era culpado de corrupção séria. Mas eles previram que Moro protegeria Flavio por motivos políticos e seus próprios interesses profissionais.

Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter
2/ Não é só Moro: o próprio Deltan fez exatamente o que ele receava que Moro faria. O procurador – que adora ser entrevistado para denunciar políticos do PT – decidiu que deveria se esconder da mídia por algum tempo para evitar ter que responder a perguntas sobre Flavio.

Ver imagem no Twitter

2/ Não é só Moro: o próprio Deltan fez exatamente o que ele receava que Moro faria. O procurador – que adora ser entrevistado para denunciar políticos do PT – decidiu que deveria se esconder da mídia por algum tempo para evitar ter que responder a perguntas sobre Flavio.

Ver imagem no Twitter
3/ Em janeiro, Deltan ficou empolgado pq o @showdavida queria entrevistá-lo sobre Paulo Pimenta – até que percebeu que tb poderia ser questionado sobre o Flavio. Então ele decidiu que era melhor evitar a entrevista. Isso mostra como a seletividade guiava tudo o que eles faziam.

Ver imagem no Twitter
3/ Em janeiro, Deltan ficou empolgado pq o @showdavida queria entrevistá-lo sobre Paulo Pimenta – até que percebeu que tb poderia ser questionado sobre o Flavio. Então ele decidiu que era melhor evitar a entrevista. Isso mostra como a seletividade guiava tudo o que eles faziam.
4/ Para Deltan e LJ, ser entrevistado na @RedeGlobo para denunciar políticos petistas como Paulo Pimenta foi emocionante – mas no caso do Flávio: eles se tornaram muito tímidos, optando pelo silêncio, embora a tentativa de Flavio de usar do “foro privilegiado” era muito pior:

Ver imagem no Twitter
 5/ Para Deltan e LJ, ser entrevistado na @RedeGlobo para denunciar políticos petistas como Paulo Pimenta foi emocionante – mas no caso do Flávio: eles se tornaram muito tímidos, optando pelo silêncio, embora a tentativa de Flavio de usar do “foro privilegiado” era muito pior:

Ver imagem no Twitter
5/ Estas são algumas das evidências mais convincentes, mostrando o que os críticos de Moro e LJ – e procuradores do MPF – vêm dizendo: a LJ usou o pretexto da lei para alcançar seus fins políticos, perseguindo quem eles queriam, protegendo os outros (FHC) por razões políticas.

Ver imagem no Twitter
Inteercept
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS