Professor flagrado agarrando aluna pode responder por estupro

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

 

Os alunos do 6º ano do Ensino Fundamental de uma escola estadual da zona norte de São Paulo, gravou um assédio sexual cometido por um professor durante a aula de História. Ele foi flagrado agarrando uma aluna de 11 anos.

Os alunos estavam fora dos seus lugares. No meio da bagunça, o professor agarrou a menina por trás. As imagens mostram que ele beija e morde a orelha da adolescente. A mãe da garota revelou que a filha já comentou que gosta muito do professor e que a jovem também mantém contato com ele por meio de uma rede social. Outras alunas que estudam com a garota falaram que a cena é comum. A menina defende o professor. Para ela, não existe maldade.

Para o Conselho Tutelar, é preciso denunciar o professor. A atitude dele é considerada inaceitável para um educador, como explica a conselheira Viviane Santana: “Ele é um professor, ele não é nada da aluna. Ele está lá para fazer seu papel de educador e a gente está vendo que hoje, dentro das escolas, muitas coisas andam acontecendo”.

O conselho já espera um relatório da escola sobre as providências tomadas. Mas o mais importante, segundo Viviane Santana, é a família registrar um boletim de ocorrência.

Segundo a Polícia Civil, o ato caracteriza estupro de vulnerável. A delegada Ancilla Vega, que investiga casos de intolerância e tem experiência na área de defesa da mulher, diz que o que o professor fez em sala de aula é crime; segundo ela, o educador será investigado.

O professor não foi encontrado nem em casa nem na escola. Em nota, a Secretaria Estadual de Educação informou que já foi determinado o afastamento dele. Também foi instaurado um processo administrativo para apurar os fatos. Os pais da garota foram convocados para uma reunião na secretaria.

Fonte: Redação/ R7

OUTRAS NOTÍCIAS