Disparos são realizados contra manifestantes do MST pelo Subsecretário de segurança da Bahia

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

O subsecretário de Segurança Pública da Bahia, Ari Pereira, atirou contra um grupo de cerca de mil integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) que acampam, desde segunda-feira, 9, no Centro Administrativo da Bahia. 

Segundo integrantes do movimento, Pereira fez três disparos. Ninguém ficou ferido, mas uma das portas da sede da SSP foi danificada por um tiro.

A confusão ocorreu por volta das 8h desta terça-feira, 10, quando os acampados, que ocupavam a área externa da sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) na Bahia, decidiram ir até o prédio da SSP protestar contra a demora na investigação do assassinato de Fábio Santos, um dos líderes do movimento, morto em abril.

Imagens captadas pelo MST mostram o subsecretário apontando uma pistola na direção dos manifestantes.

A assessoria de imprensa da SSP confirmou que Pereira atirou, mas apenas uma vez, como “advertência”, pois o prédio teria sido invadido, fato negado pelo MST. Após o tumulto, manifestantes montaram acampamento na frente da secretaria.

À tarde, o secretário de Segurança, Maurício Barbosa, recebeu os líderes do movimento para discutir a investigação do homicídio. Pouco depois, o MST desmontou o acampamento.     

Fonte: Marco Aurélio Martins/Ag.

OUTRAS NOTÍCIAS