Tempo - Tutiempo.net

Taxista morre oito dias após ser baleado dentro de casa, em Salvador

Taxista morre oito dias após ser baleado dentro de casa, em Salvador — Foto: Reprodução/TV Bahia

O taxista Genilson Santos Ribeiro, de 51 anos, que foi baleado dentro de casa enquanto assistia televisão com a família, no bairro da Federação, em Salvador, morreu nesta sexta-feira (21), oito dias após ser levado para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde estava entubado.

A informação foi confirmada por familiares de Genilson Ribeiro. O taxista tinha o estado de saúde considerado como grave desde o dia que foi baleado, na noite do dia 13 de maio.

Segundo a família do homem, a Polícia Militar realizava uma operação na Rua Xisto Bahia, quando o taxista, que estava na varanda de casa, teria sido atingido por um tiro. Uma familiar da vítima desmaiou após o ocorrido.

A Polícia Militar, por meio de nota, informou que policiais da 41ª Companhia Independente da Polícia Militar (41ª CIPM) foram acionados para averiguar uma denuncia de troca de tiros na região. Ao chegar no local, a equipe encontrou vários homens armados, que atiraram contra os policiais. Foi então que os policiais revidaram. Ainda de acordo com a PM, no fim dos disparos, os policias socorreram a vítima.

De acordo com a Polícia Civil, as primeiras informações apontam que houve um confronto entre criminosos no local, e que testemunhas foram ouvidas.

A polícia também informou que a delegacia do bairro do Rio Vermelho apura a autoria do disparo.

TV/BA

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS