Beldes: ‘Triste de uma mesa em que o maior prato é um pires’

“Triste de uma mesa em que o maior prato é um pires, porque não podemos nos contentar com o pouco que vem sendo apresentado”; com essa assertiva, o vereador Beldes Ramos (PT), usou a Tribuna da Câmara nesta quarta-feira (17), para fazer duras críticas aos 100 primeiros dias de gestão do prefeito José Ronaldo. O edil também alfinetou  os vereadores da base governista, que segundo ele, parecem que estão satisfeitos e alguns têm José Ronaldo como um deus.

 

Beldes lembra que o prefeito tem anunciado a construção de praças enquanto escolas a exemplo da Celso Ribeiro Daltro, na Queimadinha, que está “totalmente abandonada”; na Escola Municipal Coriolano Farias de Carvalho “os professores estão dividindo o lanche porque não tem merenda escolar desde que começaram as aulas”; outra escola que funciona precariamente é a Escola Municipal Crispiniano Ferreira, no distrito da Matinha, onde “as mães estão fazendo a limpeza daquela unidade de ensino, por falta de funcionários no local”.

 

Outro ponto que o edil cobrou providências é a do transporte coletivo urbano de Feira de Santana. Para o vereador, só houve duas ações efetivas no governo até então: “a retirada dos vendedores ambulantes que trabalhavam na Praça Bernadino Bahia e na avenida Senhor dos Passos”, ressaltou.

 

O vereador Isaías de Diogo tentou defender o governo, lembrando que no Colégio Luís Eduardo Magalhães, os estudantes reclamam da falta de estrutura , fato que levou a direção do colégio improvisar uma sala no andar térreo sendo o local inadequado. Porém, o tiro saiu pela culatra, pois o vereador Beldes Ramos replicou dizendo que o problema trata-se de uma situação pontual ao contrário do que se vê na rede municipal que falta merenda escolar e professor.

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS