Deputada quer derrubar prova de virgindade em edital

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

A deputada federal Alice Portugal (PCdoB) solicitou, na manhã desta quinta-feira (13), audiência com o secretário da Administração do Estado da Bahia, Manoel Vitório da Silva Filho, para tratar sobre o item “abusivo e constrangedor” do Concurso Público da Polícia Civil.

Hoje, na tribuna da Câmara dos Deputados, a parlamentar, única mulher da bancada baiana na Câmara, manifestou indignação quanto ao item do Edital do Concurso Público da Polícia Civil do Estado da Bahia, que dispensa o exame ginecológico para as mulheres com hímen íntegro, mas, ao mesmo tempo, exige que a candidata comprove a virgindade.

“No momento em que a presidenta Dilma lança o programa ‘Mulher – Viver Sem Violência’, retorno para Salvador para pedir explicações ao secretário da administração da Bahia sobre o edital do concurso da Polícia Civil que exige atestado de virgindade em troca da dispensa da avaliação ginecológica detalhada”.

Alice lembra que é comum em todos os concursos a exigência de exames pré-admissionais, entretanto, “nessa situação é um excesso, é um detalhe constrangedor que invade a dignidade da pessoa humana, a dignidade das mulheres”. Enquanto única mulher da bancada baiana na Câmara, a deputada defende que o item seja retirado imediatamente do edital, convocando o pronunciamento da Bancada Feminina e a intervenção da Procuradoria da Mulher da Câmara dos Deputados sobre o assunto.

Fonte: Redação / Política Livre

OUTRAS NOTÍCIAS