Por que as denúncias contra Aécio, feitas em julho, não vazaram?

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Não vazaram denúncias contra Aécio em julho

Na quarta-feira 30, o jornalista Mario Magalhães, blogueiro do Uol, publicou em seu perfil no Twitter uma pergunta que merece reflexão:

“Depoimento citando Aécio foi em julho. Por que não o vazaram, como outros? Devemos a notícia ao grande @rubensvalente”, postada em referência à reportagem de Rubens Valente publicada ontem pela Folha de S. Paulo.

A matéria traz trecho de um depoimento Carlos Alexandre de Souza Rocha, apontado como entregador de dinheiro do doleiro Alberto Youssef, que cita a entrega de R$ 300 mil como propina ao senador Aécio Neves (PSDB-MG).

No mundo dos vazamentos da Lava Jato, em que até a cópia de um acordo de delação premiada – o de Nestor Cerveró – foi parar nas mãos de um banqueiro – André Esteves – a dúvida sobre a demora do vazamento relacionado a Aécio é realmente válida? (247)

Qui os motivos dos investigadores e daqueles que fazem as notícias vazarem, preservar as denúncias quem envolvem a cúpula do PSDB, principalmente Aécio Neves, que continua dando uma de paladino da Justiça. O santo nesse mar de lamas que envolve a política nacional?

A Lava Jato, mesmo com alguns desvios de conduta ética e de imparcialidade tem realizado um trabalho importante para frear a corrupção em nosso país. Mas não é admissível que apresente preferência política partidária. Como diz o ditado popular: “O pau que dá em Francisco  dá em Chico”. (cljornal)

Mario Magalhães/Brasil 247/cljornal

OUTRAS NOTÍCIAS