Tempo - Tutiempo.net

Desembargador que declarou ilegal greve de professores que não queriam aula presencial morre de Covid-19

Desembargador Paulo Ricardo Bruschi more de Covid-19

O desembargador Paulo Ricardo Bruschi  que morreu na última sexta-feira (23), em Tubarão (SC), vítima de complicações da Covid-19. Em novembro do ano passado foi responsável por decisão que considerou a greve de professores, que eram contrários ao retorno das aulas presenciais por falta de segurança sanitária, como ilegal.

Posteriormente, considerou a greve dos professores ilegal e autorizou o desconto no salário dos dias paralisados, proibiu o bloqueio das unidades e a realização de manifestação em distância inferior a 450 metros dos locais de ensino, sob pena de multa diária de R$ 100 mil.

Na cidade de Tubarão, 17,6 mil pessoas foram diagnosticadas com a doença e 323 morreram.

Desde o início da pandemia, 12.842 faleceram no estado de Santa Catarina vítimas da Covid-19. No total, 863.842 casos já foram confirmados.

Não duvidem da gravidade dessa pandemia ou poderá ser tarde demais.

Brasil

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS