Tempo - Tutiempo.net

Anvisa proíbe dois produtos vendidos como emagrecedores

Lipotramina e Lipozepina proibidos pela Anvisa

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu a comercialização, a distribuição, a fabricação e a propaganda dos produtos Lipotramina e Lipozepina, que eram vendidos irregularmente como emagrecedores.

Ambos eram classificados como suplementos alimentares e vendidos principalmente pela internet.

Segundo a Anvisa, qualquer produto que tenha qualquer indicação terapêutica precisa ser registrados como medicamento.

“A Anvisa não aprovou nenhuma alegação de emagrecimento para suplementos alimentares. Dessa forma, qualquer propaganda que veicule esse tipo de alegação é irregular”, informou o comunicado da Agência.

Os produtos são de fabricação da empresa Guki Nutracêutica.

Desde abril deste ano, a Agência já tinha proibido todos os produtos fabricados por esta empresa pelo não cumprimento das Boas Práticas de Fabricação (Resolução (RE) nº 1.254, de 19 de abril de 2022).

Porém, devido à continuidade da propaganda irregular dos produtos, que não têm aprovação da Anvisa para alegar a função de emagrecimento, foi necessário publicar agora a proibição e o recolhimento específico para esses dois produtos.

A Anvisa orienta os consumidores a desconfiarem de produtos com promessas milagrosas,

leia as informações no rótulo e somente usar medicamentos com prescrição de um profissional habilitado.

cljornal com informações da Anvisa

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS