Carlos Lima
Hoje dia 22/11/2017 às 20:18:33

Cinema
Carlos Lima | Publicado em 20/06/2017 às 10:33:46

China censura beijo gay de Michael Fassbender em Alien: Covenant

China censura beijo gay de Michael Fassbender em Alien: Covenant Filme de Ridley Scott foi lançado com seis minutos a menos no país asiático que é o segundo maior mercado de cinema no mundo.

Alien: Covenant foi apresentado com cortes na China, onde entrou em cartaz na última sexta-feira (16) com seis minutos a menos de duração.

De acordo com relatos de espectadores locais, uma das cenas que foi reprimida da versão projetada nos cinemas do país asiático é a que mostra o beijo entre os androides David e Walter, ambos interpretados por Michael Fassbender.

Além do momento romântico entre os doppelgangers, foram censuradas cenas violentas do filme, mais recente trabalho de Ridley Scott como diretor que integra o mesmo universo do clássico sci-fi de terror Alien, o Oitavo Passageiro (1979).

“Não dá pra reparar as outras partes que estão faltando no filme, mas você pode claramente perceber que há algo faltando no lugar onde o beijo deveria estar”, afirmou Yu, uma mulher que pediu para ser identificada apenas com seu sobrenome em entrevista ao site The Hollywood Reporter.

Ela afirmou que havia lido sobre a censura em jornais locais e foi assistir o filme para conferir se algo havia mesmo sido cortado.

Apenas neste ano de 2017, filmes como Logan e Resident Evil 6: O Capítulo Final tiveram trechos de violência cortados nas versões exibidas na China. Com uma população de mais de 1,3 bilhão de pessoas, o país é o segundo maior mercado exibidor de cinema no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

Filmes com temática LGBTQ já foram censurados na China anteriormente, incluindo o aclamado romance O Segredo de Brokeback Mountain, que rendeu o primeiro Oscar de melhor diretor para o cineasta taiwanês Ang Lee.

João Vitor Figueira

Comentários

comentários

Veja também