Carlos Lima
Hoje dia 22/09/2017 às 13:20:04

Curiosidades
Carlos Lima | Publicado em 16/09/2017 às 10:59:03

Fiscais da Vigilância Sanitaria apreenderam da cozinha de Sudbrack por falta de selo de inspeção fiscal no Rock in Rio

Fiscais da Vigilância Sanitaria apreenderam da cozinha de Sudbrack por falta de selo de inspeção fiscal no Rock in Rio Roberta Sudbrack foi eleita a melhor chef mulher da América Latina em 2015 pelo júri do prêmio Veuve Clicquot (Foto: Reprodução/Globo)

Roberta Sudbrack, eleita em 2015 a melhor chef mulher da América Latina, usou suas redes sociais para anunciar que decidiu suspender a sua participação no Rock in Rio. A decisão, segundo ela, foi tomada após a Vigilância Sanitária descartar cerca de 160 kg de produtos de sua cozinha. Ela afirmou que o motivo da apreensão foi a falta de um selo de inspeção fiscal nos produtos, que são de origem artesanal, e prometeu doar o restante de seu estoque.

“Sem nenhum bom senso ou razoabilidade, jogaram fora mais de 80kg de queijo dentro da validade, assim como 80kg de linguiça fresca e previamente aprovada pelo controle do evento Rock in Rio. Todos inspecionados pelos órgãos sanitários dos seus Estados. O motivo? Faltava 1 carimbo, um selo, uma coisa qualquer”, registrou a chef ao anunciar que deixaria o evento.

A Vigilância Sanitária confirmou a ação no estande de Sudbrack, mas esclareceu que não foi feito o descarte dos produtos, apenas a apreensão. O órgão destacou que a fiscalização ocorreu em várias outras cozinhas que participam do festival e que divulgará, em breve, um balanço das ações.

Em seu texto, Sudbrack informou que decidiu cancelar sua participação no festival por questões de convicção íntima.

“Estou fechando a minha operação no Rock in Rio porque a minha ética, o meu profissionalismo e as minhas convicções não me permitem ver uma cena dessas. Comida da melhor qualidade sendo jogada fora enquanto tantas pessoas morrem de fome no mundo”, disse Sudbrack.

A chef informou, ainda, que pretende recorrer à Justiça para preservar o restante do estoque adquirido para a sua operação no festival e afirmou que irá doar os produtos.

“Estou entrando com uma liminar na justiça para salvar o restante de toda a mercadoria que temos em estoque para que possamos pelo menos doar a quem precisa. E me comprometo não só a doar, mas preparar essa comida da melhor qualidade e da qual eu me orgulho de servir há mais de 25 anos para quem precisa”, disse Roberta.

Patrícia Teixeira

Comentários

comentários

Veja também