Carlos Lima
Hoje dia 07/12/2019 às 13:46:44

Economia
Carlos Lima | Publicado em 22/11/2019 às 09:59:00

Presidente da Braskem deixará o cargo no final de dezembro.

Presidente da Braskem deixará o cargo no final de dezembro. Presidente da Braskem, Fernando Musa. Foto: Marcus Leoni/ Folhapress

A Braskem informou na noite desta quinta-feira (22) que indicou o nome do atual presidente do conselho de administração da companhia, Roberto Simões, para assumir o posto de diretor presidente da empresa a partir de 1º de janeiro no lugar de Fernando Musa.

Em comunicado ao mercado, a Braskem afirma que a nomeação de Roberto Simões será submetida à aprovação do Conselho de Administração da Companhia e que, adicionalmente, será convocada uma assembleia geral de acionistas para oficializar a nomeação.

A companhia não informou as razões da substituição. No comunicado, afirma apenas que Fernando Musa “permanecerá como diretor presidente, apoiando a transição, até 31 de dezembro”. O executivo estava no comando da empresa desde 2016.

Atualmente, a Odebrecht detém 50,1% das ações com direito a voto da Braskem, enquanto a Petrobras detém 47% das ações votantes da companhia.

“Durante a liderança do atual diretor presidente, Fernando Musa, a Braskem consolidou a sua posição de sexta maior produtora de resinas plásticas do mundo, alcançou EBITDA recorde de R$ 12,3 bilhões em 2017, além de ter reforçado as práticas de governança e conformidade da companhia em linha com as melhores referências mundiais e deu início ao processo de transformação digital da companhia”, destacou.

Roberto Simões foi Diretor Presidente da Ocyan Participações (ex-Odebrecht Óleo e Gás), da Odebrecht Defesa e Tecnologia e da Santo Antonio Energia S.A. Na Braskem, foi vice-presidente de 2004 a 2008. Foi presidente também do iG-Internet Group.

O executivo é graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal da Bahia e, segundo a Braskem, possui o certificado do Cemant – Curso de Engenharia de Manutenção e Projetos Petroquímicos (convênio Petrobras/UFBA).

“Entre as prioridades do novo diretor presidente estão a manutenção da competitividade de todas as operações da Companhia e a continuidade da estratégia de diversificação de matéria-prima e geográfica da Braskem”, acrescentou o comunicado.

A Braskem registrou prejuízo de R$ 888 milhões no 3º trimestre, ante lucro de R$ 1,34 bilhão no mesmo período do ano passado.

G1

Comentários

comentários

Veja também