Por peste suína a china proibe importação de porcos

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Países na Ásia e Europa enfrentam surto peste suína, doença altamente contagiosa — Foto: Reprodução/Globo Rural

Maior criador de porcos do mundo, o país asiático relatou uma série de casos de peste suína africana desde o começo de agosto.

A China proibiu a importação de porcos, javalis e outros produtos da Bélgica, depois de um surto de peste suína africana, assim como as importações do Japão, após um surto de peste suína regular, disse a Administração Geral de Alfândegas nesta terça-feira (9).

O movimento é similar à proibição das importações originárias da Bulgária, divulgada na segunda-feira, e acontece após a província de Liaoning reportar um segundo surto da doença altamente contagiosa em dois dias.

Surto de febre suína na China favorece criadores de frango

A China, o maior criador de porcos do mundo, relatou uma série de casos de peste suína africana desde o começo de agosto e baniu o transporte de porcos vivos e produtos das regiões onde a doença foi diagnosticada, bem como em províncias vizinhas, para controlar a disseminação do vírus.

A última proibição se seguiu a dois surtos de peste suína africana confirmados na Bélgica em setembro, e um caso de peste suína no Japão no mesmo mês, disse a alfândega chinesa em um comunicado divulgado em sua conta oficial do WeChat.

Reuters

OUTRAS NOTÍCIAS