Preço do café será reajustado nesta quinta-feira

O governo deve aplicar um forte reajuste no preço mínimo do café. Responsável por 35% da produção mundial, com aproximadamente 48 milhões de sacas de café por ano, o Brasil está com preços “muito defasados”, que não são mais capazes de cobrir os custos de produção, entendem os técnicos do governo Dilma Rousseff.

Amanhã (25), o governo pode anunciar os novos preços mínimos, após a reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN), que também deve aprovar novas condições de financiamento para o setor, cuja colheita da safra 2013/14 começa no mês que vem.

Em estudo estão reajustes de dois dígitos tanto para o café do tipo “arábica”, que representa quase 70% da produção total, quanto no tipo “robusta”. Os preços atuais estão congelados desde 2009.

O grão arábica, por exemplo, está sendo negociado a cerca de R$ 300 a saca no mercado, mas o preço mínimo está em R$ 261,69. Com o reajuste preparado pelo governo, essa saca passará a custar, no mínimo, entre R$ 320 e R$ 340. Já o robusta deve ter preço mínimo elevado a R$ 180, dos atuais R$ 156,57.

Fonte: Redação / Exame

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS