Bacteriologistas encontram vírus da herpes em cópia de ‘Cinquenta tons de cinza’ de biblioteca

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

 

Um grupo de bacteriologistas examinou os dez livros mais alugados da principal biblioteca pública de Antwerp, na Bélgica, e a principal surpresa foi o romance erótico “Cinquenta tons de cinza”, de E. L. James, que estava contaminado com vírus da herpes. Outro fato marcante é que todos os livros testados tinham traços de cocaína.

“Os níveis encontrados não têm efeito farmológico. A consciência e o comportamento não podem ser afetados pela leitura dos livros” disse a toxicologista Jan Tytgat, segundo o Huffington Post. Mas ela explica que o leitor pode ser flagrado em testes de doping. “Os métodos dos testes atuais são tão sensíveis que os traços da droga do livros poderão ser encontrados no cabelo, no sangue e na urina do leitor”, descreve.

Os autores do estudo também esclareceram que os traços do vírus da herpes encontrados não apresentavam risco à saúde.

“Cinquenta tons de cinza” é um dos maiores best-sellers da atualidade, com mais de 90 milhões de cópias vendidos em todo mundo. O livro conta a história do casal Anastasia Steele e Christian Grey, que vivem um romance com pitadas de sadomasoquismo. Ele é a primeira parte de uma trilogia, que deve começara a chegar aos cinemas em 2015.

Fonte: Redação

OUTRAS NOTÍCIAS