Tempo - Tutiempo.net

Bem vindo ao inferno que é nossa razão de viver

As condições de saúde, que têm impedido que eu escreva com a frequência a que obrigo os leitores que me acompanham, não me criam qualquer dificuldade a escrever algo que sei faz muito tempo.

A internet ganhou uma página que é de visita obrigatória para quem gosta de jornalismo e opiniões sinceras.

É que o coleguinha Marcelo Auler resolveu dar o “mau passo” e colocar no ar um blog.

Marcelo não é meu amigo íntimo, e não é preciso que seja para ser pessoa que sempre respeitei e admirei e de quem não tenho dúvidas em recomendar a leitura.

Não reproduzo seu currículo nem as grandes apurações em que esteve envolvido porque parte – só pequena parte – está lá, na apresentação de sua página.

Repórter até a medula, mau-humorado (só)na superfície, Marcelo é um destes repórteres que, quando mergulha em um assunto, traz à tona tanta verdade quanto consegue agarrar.

Conheci Marcelo Auler quando estava “do outro lado do balcão”, como ele chama o pessoal de assessorias de comunicação.

Fazia mau negócio quem pretendesse “dar voltas” nele, porque Auler raciocina com independência, não é do tipo “alisa-fonte”, embora certamente cative as melhores pela correção com que as trata, e nem quem trabalha de maneira burocrática e preguiçosa.

Sua lealdade é com aquilo que apura em seu trabalho.

Sua intolerância é contra a mentira, a desfaçatez, a ilegalidade e, sobretudo, a desumanidade.

Como na frase que Dante escreve nos umbrais de um dos círculos do inferno – abandone qualquer esperança aquele que entrar -, bem-vindo à blogosfera, Marcelo Auler.

Será um imenso trabalho. E, para sua alma de repórter, será também um imenso prazer.

Fonte: Fernando Brito

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS