Sobrenome com 36 letras causa desconforto para mulher em blitz policial

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Uma moradora do Havaí tem tido dificuldades para dirigir seu veículo. Isso, na realidade, não é consequência de problemas com o carro, e sim com seu sobrenome. A mulher tem simplesmente 36 letras em seu sobrenome. Ela é chamada de Janice Keihanaikukauakahihuliheekahaunaele.

 

Por conta do tamanho, o documento de habilitação não comporta todo o nome da motorista. Para garantir a autenticidade da carteira ela precisa também andar com o documento de identidade.

 

São vários os casos de desconforto quando parada em blitz. Para tentar resolver essa situação, autoridades recomendaram que ela encurtasse legalmente seu sobrenome para que pudesse caber na carteira de habilitação.

 

Apesar disso, o Departamento de Trânsito resolveu tomar outra medida. Eles vão ampliar o espaço reservado ao nome dos motoristas evitando, em tese, que novos casos semelhantes aconteçam.

 

Fonte: Redação/ Tech Mestre

OUTRAS NOTÍCIAS