Tempo - Tutiempo.net

Colbert quer convidar presidente genocida para visitar o Paço Municipal em Feira de Santana/ Sérgio Jones

Jair Messias Bolsonaro e Colbert Martins da Silva Filho

Quando a gente pensa ter chegado ao limite da capacidade de presenciar as besteiras ditas e as ações estapafúrdias praticadas diuturnamente por grande parte dos políticos brasileiros, eis que do nada surge do luminoso cérebro do prefeito de direito e não de Fato, Colbert Filho, a estúpida ideia de convidar o presidente genocida, Jair Bolsonaro, para formalizar uma visita às dependências físicas do Paço Municipal.

A infeliz oportunidade surge com a presença do presidente exterminador em Feira de Santana, agendada para acontecer no próximo dia 11, quando irá inaugurar o ridículo trecho de 13,9 quilômetros de extensão da duplicação da BR 116 que se estende do entroncamento de Tanquinho à Santa Barbara. Observem que estamos falando da BR 116 e não de uma estrada vicinal.

Mas no caso do atual arremedo de presidente, ele está sendo bastante coerente, uma vez que ao longo de dois anos não inaugurou uma obra. O único trabalho de envergadura que podemos imputar a responsabilidade deste governo negacionista tem sido a sistemática prática e a promoção de genocídio do povo brasileiro, que já supera a casa dos 250 mil brasileiros.

Qual o dividendo político que Colbert Filho espera obter ao convidar este presidente assassino para visitar às dependências da prefeitura?

O mandatário municipal ao adotar essa atitude não age como médico que tem como princípio e dever fundamental, defender a vida.

O seu comportamento é de coveiro que está desempenhando apenas a sua função de ofício. Com essa atitude, ele deixa claro o seu desapego e a falta de respeito que, na condição de profissional da área de saúde, deveria demonstrar ter para com milhares de famílias que continuam perdendo os seus entes queridos.

O argumento piegas utilizado pelo mandatário municipal ao lembrar que há muitos anos um presidente não visita o Paço Municipal. Em nada justifica que ele tenha que abrigar no local um presidente assassino confesso, reconhecido em nível nacional e internacional.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS