O clima no Paço Municipal de Feira é de arruma a mala aê… a rural vai arribar/ Sérgio Jones

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Cuidado com elas

O choro é livre como deixa claro o posicionamento exposto do vereador Cadmiel Pereira (DEM), que na condição de fiel servidor da Casa Grande passou a atacar verbalmente os seus pares por mudarem de lado ao apoiarem o petista Zé Neto, adversário do prefeito de direito e não de fato, Colbert Martins (MDB). Se fosse o inverso, ele a esta altura estaria comemorando.

Procurando embasar o seu discurso piegas apela para frases de efeito tipo: “ Uma coisa é a derrota nas urnas, outra coisa é a derrota da moral, da ética”. Se apossando de frases sem efeito prático e falando em moral e ética. Quem perdeu tais valores para que eles se considerem detentores dos mesmos?

Enquanto essa torre de Babel, que se instalou entre os senhores da Casa Grande, onde todos falam, ninguém se entende e tem menos razão ainda. Uma situação se evidência e começa a ganhar contorno no tabuleiro da política na terrinha de Lucas. Bateu o desespero e o pessoal já se encontra no clima do arruma a mala aê… a rural vai arribar.

A cópia de prefeito imposto ao povo pelo ex-prefeito Zé Ronaldo, imperador da Caatinga, provou ser um fiasco e o “home” com o desespero batendo à porta do Paço Municipal, partiu para a prática de que é dando que se recebe.

Mas no caso específico dele, não haverá perdão nem troca de favores que o livre da derrota eleitoral líquida e certa que se consolidará nas urnas, no próximo domingo (29/11). Tchau querido!

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

OUTRAS NOTÍCIAS