Tempo - Tutiempo.net

Quem tem os EUA como aliados não precisa de inimigos/ Por Sérgio Jones

Sanções dos EUA contra a Russian Helicopters atinge o Brasil que passa a ter problemas para substituir suas aeronaves russas, Rostvertol.

O que obrigou a FAB a realizar a desativação de 12 helicópteros Mi-35M. Entretanto, documento elaborado pela aeronáutica não apresenta nenhuma justificativa que justifique adotar essa medida em relação as aeronaves, adquiridas recentemente da Rússia.

O curioso é a explicação dada pela aeronáutica inicialmente, foi alegado falta de recursos. Mas explicações fornecidas por especialistas e técnicos envolvidos com programa do MI-35M diferem da apresentada. Estes alegam como consequência são as sanções impostas dos EUA à Rússia.

As aeronaves prestavam relevantes serviços na Amazônia devido a sua versatilidade inclusive no combate a voos considerados ilícitos do narcotráfico.

Outras implicações surgem no cenário do país com relação à construção do submarino brasileiro Convencional de Propulsão Nuclear (SCPN).

O projeto já custou mais de R$ 27 bilhões e corre o risco de se tornar inviável devido a problemas diversos, como a falta de dinheiro e cooperação com EUA e seus aliados militares.

O que fica patenteado, em toda essa patuscada à brasileira, é o reflexo da subserviência do país diante dos interesses, nem sempre legítimos, existentes entre Brasil e EUA.

Deixando explícito a falta de soberania, que o país e seus pseudos líderes vivem a alardear. Nos dias atuais o Brasil está totalmente desprestigiado, tanto internamente como também no cenário mundial.

Se tornou um país pária ao mitigar políticas ambientais e deteriorar a democracia nos últimos três anos. Governo capitaneado pelo presidente Jair Bolsonaro que se tornou chefe de Estado mais contestado pela comunidade internacional.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com).

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS