Tempo - Tutiempo.net

Suboclusão sofrida por Bolsonaro é mental tendo como efeito colateral a intestinal/Por Sérgio Jones

As artimanhas apresentadas, diariamente, pelo patético presidente genocida, Jair Bolsonaro já não mais engana até o mais dos incautos cidadãos brasileiros.

Como é do conhecimento geral, no domingo (18), o principal manda-chuva da nação recebeu alta médica após passar quatro dias internado no Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul de São Paulo.

Em nota emitida pela equipe médica a mesma afirma que após receber alta, vai seguir com acompanhamento ambulatorial.

Ele esteve internado desde a quarta-feira (14) de julho para tratar de um quadro de suboclusão intestinal. Mas a bem da verdade, este diagnóstico tem como objetivo maquiar a realidade dos fatos.

A verdadeira obstrução sofrida por este ser criminoso é mental, este é o desafio maior a ser enfrentado e provavelmente jamais a ser superado por ele.

Quanto aos possíveis efeitos colaterais que tem como consequência uma suboclusão intestinal talvez isso ocorra devido a sua anatomia física, onde o que se pode considerar como cérebro.

O que daí se torna razoavelmente explicável o fato de ejetar tanto dejetos pelos seus mais variados orifícios, excetuando o esfíncter.

O quadro apresentado pelo Bolsonaro requer tratamento psiquiátrico para que ele possa, se ainda isso for possível, superar os graves sintomas de doenças mentais que afetam a saúde deste ser alienado.

Mas acreditamos que mesmo diante dos avanços na ciência, a maioria dos tratamentos não obterá melhoras significativas diante do avanço da doença que destrói o que resta daquele corpo valetudinário, enfermiço, em completo estado de putrefação moral e física.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS