Colbert utiliza despudoradamente a imagem do pai como cabo eleitoral\por Carlos Lima

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Em Política os argumentos na sua maioria são desprovidos de respeito, seriedade, falta de decência, caráter, verdade, até mesmo para com seus ancestrais.

Luz própria não se consegue com interruptor, e quando isso acontece presenciamos atitudes desrespeitosas à memória de entes queridos que no passado brilharam com intensidade, construíra sólida identidade política e ganharam o respeito e credibilidade da sociedade.

É profundamente lamentável que o prefeito Colbert Filho se utilize desses condenáveis artifícios políticos, demonstrando que ao longo de sua jornada na vida pública não conseguiu adquirir luz própria.

Prova inconteste é o fato de ter chegado ao cargo executivo em Feira de Santana, traindo suas origens políticas submetendo-se à liderança e os caprichos do seu principal adversário político ao longo de décadas.

Mais uma vez a história se repete. Trai seus princípios bem como seus eleitores, não com um beijo, mas maculando a imagem pública do seu genitor, ao se tornar subserviente e aliado inconteste do maior adversário político na história do seu pai.

Nessa campanha usa de forma abusiva a imagem dele. Por ele foi traído.

Não existe nenhuma dúvida que o seu falecido pai, se possível fosse, estaria se contorcendo no túmulo, em função da opção feita pelo seu “herdeiro político”.

Colbert Filho teve sua visão embaçada seduzindo-se pelas “luzes da ribalta”.

O que existe de tão importante na prefeitura que seja superior ao nome e a história política de Colbert Martins da Silva, para que sua jornada seja agredida de maneira tão vil e nada ética?

Carlos Lima

OUTRAS NOTÍCIAS