Tempo - Tutiempo.net

Em função da greve dos rodoviários, oficina para projetos sociais é adiada

Foto arquivo da oficina inicial

A segunda etapa da oficina para profissionais da área de assistência social e representantes de entidades aprenderem a elaborar projetos sociais para organizações da sociedade civil será adiada, em função da continuidade da greve dos caminhoneiros, que compromete o sistema de mobilidade urbana.

O evento, que estava programado para ocorrer nesta segunda-feira, 28, no auditório da Unifacs, no bairro Santa Mônica, em Feira de Santana, foi transferido possivelmente para o próximo dia 4 de junho, às 14hs, caso o movimento seja encerrado até lá.

A decisão está sendo anunciada pelas coordenadoras do evento, professoras de Direito, Késia Magalhães, e de Ciências Contábeis, Ana Paula Gomes, da Unifacs, faculdade parceira da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso), do Conselho Municipal de Assistência Social e da Cáritas Diocesana de Feira de Santana na promoção da oficina.

A professora Késia explica que a decisão de adiar a oficina foi adota em função do reflexo da greve dos caminhoneiros na mobilidade urbana, com a diminuição da frota de ônibus urbano e falta de combustível nos postos.

Tocos devem  ficar atentos a novos comunicados, caso a paralisação continue até a semana que vem.

A oficina é voltada para a captação de recursos nas três esferas governamentais e também na iniciativa privada.

É direcionada a 78 representantes de associações, membros dos conselhos de direitos e profissionais do SUAS.

A iniciativa é uma ação dos projetos sociais de Extensão Comunitária da Unifacs, a Uni-social e Nupaac.

Que visa capacitar o participante a compreender o processo de elaboração de um projeto social, a elaboração de plano de trabalho e planilha orçamentária, atendendo às exigências do Marco Regulatório.

SECOM

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS