Existem 561 motivos para renovar o legislativo feirense/por Carlos Lima

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Com 561 candidatos a vereador em Feira de Santana, os eleitores feirenses não têm como alegar  falta de opções para renovar o poder legislativo, expurgando no mínimo, 90% dos seus atuais representantes.

Essas possibilidades correspondem aos candidatos registrados pelos partidos políticos, até ontem, quinta-feira (24), conforme divulgado pelo TSE.

É de vital importância a renovação do legislativo feirense em percentual superior a 90%, tendo em vista o deplorável desempenho desse patético poder na atual legislatura.

A maioria das ações dos legisladores envergonhou o povo e desmoralizaram o município.

A corrupção nem sempre silenciosa grassa o mundo político em nosso país e não seria diferente em Feira de Santana.

Muitas suspeitas e escândalos definidos através de operações policiais foram expostos publicamente, outros permanecem adormecidos pelas circunstâncias de poder que envolve os suspeitos ou denunciados. Não importando se são políticos ou empresários da rede privada que aliciam, subornam e também são extorquidos por gestores e legisladores, nas barbas da lei.

A situação é real e o campo é cheio de areia movediça, transitar por ele se torna altamente perigoso.

O município de Feira de Santana não se distancia desta situação, são muitos os indícios de corrupção, todos praticados na inexplicável ação de “tiro surdo”.

E assim permanecerá.

Certo dia um empresário no setor de combustível, em conversa informal disse: “São todos corruptos, são desonestos até entre eles mesmos. Dei dinheiro sim, e aprovaram o que nós queríamos”.

Como existia um jornalista e radialista entre eles, o empresário completou dizendo: “Isso fica aqui, se alguém denunciar vou desmentir. Nunca falei nada”.

Outros casos estão sempre sendo comentados.

Inclusive aquele que o político foi pedir 50 mil reais a um empresário, quando o valor foi considerado alto, as negociações terminaram em três parcelas de 10 mil reais.

O político então disse ao empresário, – você me paga 10 mil agora, daqui a 20 dias mais dez e no mesmo prazo você me paga o restante.

O empresário comentou dizendo:    “ele falou como se eu estivesse devendo alguma coisa a ele. Simplesmente estava sendo extorquido. Um tremendo filho da fp*..”

Por essas e outras que não podemos reeleger a maioria dos políticos que dizem nos representar e defender os nossos direitos.

Os direitos que prevalecem são aqueles que beneficiam eles próprios, não importam como cheguem até eles, contando que aconteçam.

É preciso criar coragem e vergonha para dar um basta. Principalmente naqueles que já possuem mais de um mandato, esses são os mais nocivos. Calejados pela corrupção e negociações espúrias. São os mais ferozes inimigos do povo.

As exceções existem, mas, são raríssimas. Chegou a hora, é agora ou nunca.

Carlos Lima

OUTRAS NOTÍCIAS