Tempo - Tutiempo.net

OAB investiga sobre suposto caso de racismo entre advogados

A comissão de Igualdade Racial da Ordem vai se reunir, nesta segunda-feira (10/5) para apreciar um caso polêmico envolvendo advogados de Brasília (DF).

]Após o escritório Telesca e Advogados Associados anunciar uma vaga de estágio “exclusivamente para afrodescendentes” em grupos de WhatsApp, uma discussão sobre discriminação começou.

Alguns advogados reagiram com piadas consideradas racistas  e irônicas e outros criticaram a iniciativa afirmando que o anúncio configurava tratamento discriminatório.

Diante da divulgação das mensagens, a Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil do Distrito Federal (OAB-DF) decidiu encaminhar o caso para apuração do Tribunal de Ética e Disciplina.

Em nota, a OAB-DF afirmou que “racismo não é mal-entendido, racismo é crime”.

A forma com que a vaga foi divulgada gerou reações contrárias nos grupos envolvidos.

Enquanto alguns defenderam a iniciativa, outros a criticaram duramente, tendo ainda os que debocharam e fizeram comentários considerados racistas.

O advogado Renato Pedroso, 33 anos, questionou, em algumas mensagens, que a vaga estaria excluindo grande parte da população.

Mas ele não pensou que que os afrodescendentes são excluídos e perseguidos, ainda em nosso país, por isso existe as cotas para negros e claro essa é uma forma de oportunizar uma minoria claramente descriminada.

cljornal

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS