Tempo - Tutiempo.net

Bannon, chefe da extrema direita global e do clã Bolsonaro, se entrega e é preso nos Estados Unidos

Bannon preso nos EUA

O conselheiro do ex-presidente dos Estados Unidos (EUA) Donald Trump, Steve Bannon, chegou ao escritório do FBI em Washington na manhã de segunda-feira, 15, antes de uma audiência agendada para enfrentar as acusações de ter se recusado a cooperar com a investigação sobre a invasão do Capitólio (Parlamento norte-americano) no dia 6 de janeiro.

Bannon é o estrategista da extrema direita mundial e próximo do governo Jair Bolsonaro no Brasil.

Em algumas oportunidades, ele se encontrou com o deputado federal e filho de Jair, Eduardo Bolsonaro.

“Ele deve se render às autoridades hoje,  -segunda-feira, 15, e fazer sua primeira aparição no tribunal federal, de acordo com o Departamento de Justiça”, informou a agência de notícias Reuters.

Bannon foi formalmente denunciado pela justiça dos Estados Unidos por desacato ao Congresso, informou o Departamento de Justiça norte-americano na sexta-feira, 12.

É a primeira vez em 38 anos que alguém é indiciado por essa acusação nos EUA.

Cada acusação de desacato ao Congresso norte-americano pode render a Bannon entre 30 dias a um ano de prisão, além da multa de US$ 100 a US$ 1 mil.

O juiz determinará a sentença depois do julgamento do caso.

Reuters

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS