Enfermeiro mata 11 idosos

Um enfermeiro se declarou nesta segunda-feira (27) culpado pela morte de 11 idosos que morreram em um incêndio provocado em uma casa de repouso na cidade de Sydney em 2011, informa a imprensa local.

Roger Dean, de 37 anos, trabalhava como auxiliar médico no asilo quando provocou um incêndio no qual cinco deles morreram carbonizados e outros seis por causa das queimaduras.

Dean admitiu sua culpa nas 11 acusações de assassinato durante a primeira audiência do julgamento que se desenvolve na Corte Suprema do estado de Nova Gales do Sul.

O ex-enfermeiro também aceitou a acusação de causar graves danos físicos a outros oito idosos atingidos no incêndio do centro do subúrbio de Quakers Hill, onde estavam hospedados cerca de 80 residentes quando o incêndio começou no começo da manhã do dia 18 de novembro de 2011.

Os parentes das vítimas, cujas idades oscilavam entre 73 e 97 anos, choraram ao escutar a admissão de culpabilidade por assassinato de Dean.

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS