Loja vende metanol em garrafa de bebida e turista morre

Uma mochileira morreu depois de beber álcool envenenado durante sua estadia na Indonésia. A britânica Cheznye Emmons, de 23 anos, comprou uma garrafa de gim, com rótulo e aparência normais, em uma loja local no dia 22 de abril.
No vasilhame, no entanto, em vez da bebida, havia metanol, uma substância altamente tóxica que provoca falência dos rins, cegueira, convulsões e morte, mesmo se consumida em pequenas doses.
A esteticista viajava pela Ásia junto com seu namorado, Joe Cook, de 21 anos, e também com um amigo. Os três adoeceram poucas horas depois de beber o veneno, e Cheznye reclamou dizendo que não conseguia enxergar. Eles estavam em meio a um passeio quando os sintomas começaram a se manifestar.
Depois de caminharem por trilhas na mata até a clínica mais próxima, a jovem foi imediatamente transferida para um hospital, onde foi colocada em coma induzido.
Em 25 de abril, seus pais, Pamela e Brenton, tomaram a decisão de desligar os aparelhos que a mantinham viva. O corpo de Cheznye foi trasladado de volta para a Inglaterra no dia 3 de maio.
Esta não é a primeira vez que pessoas morrem na Indonésia depois de beber álcool contaminado. Em 2009, 25 pessoas morreram depois de beber um lote de metanol em Bali.

Fonte: R7

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS