Médica mente para mãe, rouba filho dela e o vende para traficantes

Uma médica chinesa está sendo acusada por supostamente ter enganado uma mãe que havia acabado de dar a luz afirmando que seu bebê não sobreviveria para em seguida vender a criança por cerca de R$ 10 mil. De acordo com a acusação, o recém-nascido foi entregue para um grupo de traficantes de pessoas.

 

A obstetra Zhang Lin teria dito a Dong Wan, de 31 anos, que seu filho nasceu com problemas de saúde graves e morreria em breve. Diante disto, a mãe teria sido convencida a assinar um documento aind no hospital para vender o menino para traficantes por R$ 10 mil.

 

A polícia da província de Shaanxi disse que a médica já foi presa e suspeita que tal venda possa ser apenas o primeiro caso envolvendo a máfia de tráfico humano. Oficiais estão investigando pelo menos sete casos semelhantes na região.

 

Após a denuncia, o recém-nascido foi localizado pelos investigadores e agora está com a família em Fuping.A mãe conversou com a imprensa e confirmou ao jornal britânico Daily Mail que foi induzida a assinar a papelada. “Disseram que o bebê não sobreviveria e que a melhor coisa para mim seria deixar o hospital cuidar dele, foi isso que eu fiz”.

 

Mesmo depois que os médicos informaram sobre a situação, a mãe suspeitou da conduta do Hospital. Por isso, assim que assinou os documentos, ela acabou mudando de ideia e pediu ao marido, Lai Guofeng, que chamasse a polícia.

 

O bebê foi localizado centenas de quilômetros de distância, na vizinha província de Henan. Os investigadores da polícia diz Zhang e dois supostos cúmplices estão presos.

 

 

 

 

 

Fonte: R7

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS