Tempo - Tutiempo.net

Isaías rebate críticas de presidente de sindicato

O presidente do Sindicato dos Agentes de Endemias Roberto Carlos Santana

Em pronunciamento na Casa da Cidadania, na sessão ordinária desta terça-feira (31), o vereador Isaías de Diogo (PSC) repudiou as ofensas feitas ontem contra ele pelo presidente do Sindicato dos Agentes de Endemias de Feira de Santana, Roberto Carlos Santana, no uso da tribuna livre da Câmara. Na oportunidade, o edil se defendeu e agradeceu ao colega Carlito do Peixe (DEM), que também atuou em sua defesa.

“Quero agradecer ao vereador Carlito, que se manifestou contrário ao que Roberto disse ontem sobre mim, no uso desta tribuna. Quando eu não estava vereador, era presidente da Associação José Sarney, no bairro Feira X, e graças a Deus fiz um bom trabalho lá, foi o que me proporcionou está aqui nesta Casa. Mas, enquanto presidente da Associação, nunca vendi cesta básica, como afirmou o pelego ontem”, disse Isaías, se referindo a Roberto Carlos.

Isaías de Diogo afirmou também que quando o sindicalista afirmou que foi sozinho na casa do prefeito negociar o pagamento do piso salarial da categoria e  findar a greve, mentiu, pois foi acompanhado do pré-candidato a vereador Dedeu.

“Foi Dedeu quem articulou a ida dele na casa do prefeito, mas lá não houve nenhum acordo, porque a conversa sobre isso já tinha ocorrido com os agentes de endemias. Minha indignação é que ele deveria ter levado com ele a comissão de grave da categoria, no entanto não levou ninguém. Enganou os agentes. E Roberto também afirmou que os agentes que participaram da greve tiveram seus dias cortados, o que não aconteceu”, informou.

Para Isaías, os agentes de endemias estão sendo mal representados. “É uma vergonha ter um presidente de sindicato agindo desta maneira, que em vez de defender a categoria, ele usa a tribuna para se promover. Quando ele motivou a greve, Isabel, a presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde, foi contra, porque já tinha conversado com a Secretária de Saúde, mas ele entendeu que os agentes de endemias deveriam fazer a greve”.

O edil acrescentou: “Ele [Roberto Carlos] não trabalha carregando a sacola porque tem vergonha, ao contrário dos demais que trabalham debaixo do sol quente e vestem a camisa da categoria, eu luto pela saúde e pelo combate a um mosquito que está causando mal a várias pessoas. Se hoje ele está à frente do Sindicato é graças a Deus, a mim e a Isabel”, lembrou.

Em seguida, o Isaías repercutiu a informação de que ele estaria recebendo proventos de um agente de endemias sem trabalhar. “Enquanto vereador, fiquei trabalhando por meio turno no Centro de Zoonose, mas quando fui informado de que não poderia trabalhar meio turno enviei um ofício à Secretaria de Saúde pedindo meu afastamento. Então, tenho convicção de que cumpro com minhas obrigações e não tenho medo das acusações de Roberto, digo apenas que ele irá responder por tudo que foi dito aqui ontem contra este vereador. E, para finalizar, ressalto que ontem ele tirou trabalhadores que deveriam estar em campo, nas casas, para acompanhá-lo aqui”, pontuou.

Ascom

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS