Tempo - Tutiempo.net

Pastor evangélico e amante são presos por envolvimento na morte da mulher dele

Mariane Kelly, de 35 anos, foi morta em Santa Catarina

A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu nesta quinta-feira (22), em Itajaí, o marido de uma mulher de 35 anos que foi encontrada morta no dia 9, no rio Itajaí-açu, com mais de 20 golpes de faca.

Segundo os investigadores, ele é suspeito de ter planejado e coordenado o crime.

O ato em si teria sido cometido pela amante dele, que por sua vez contou com a ajuda de seu genro; ambos foram localizados em Pernambuco.

Mandados de prisão temporária foram cumpridos para estes três envolvidos.

Os agentes da Divisão de Investigação Criminal (DIC) verificaram ainda que houve participação de um adolescente, que fugiu para Recife (PE), mas sua localização exata ainda não foi determinada.

A motivação seria para que o marido, que atuava como pastor evangélico, e a amante dele ficassem com a casa e o patrimônio da vítima, identificada como Mariane Kelly.

Quanto ao genro da amante e o adolescente que participou da ação, lhes foi prometido um pagamento de R$ 2,5 mil cada.

Estes dois já confessaram a prática do crime durante interrogatório, em detalhes. O marido, contudo, que é conhecido como pastor Jota, negou as acusações.

Segundo o portal “G1”, Mariane pegou carona depois do trabalho, numa cafeteria, no dia 8. No dia seguinte, seu corpo foi achado no rio. O carro usado para transportá-la foi encontrado entre a noite do dia 10 e a madrugada do dia 11.

Quem teria dado a carona inclusive foi a própria amante, que também era vizinha do casal, conforme noticiou a imprensa catarinese.

A Polícia Civil informou que o inquérito deve ser concluído nos próximos dias com pedidos de conversão das prisões temporárias em preventivas.

Agência Globo

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS