Aécio diz que quer fazer algo mais ético e eficiente que PT

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), disse nesta quinta-feira ter “muita vontade de fazer algo mais ético, mais eficiente” do que o governo atual, ao ser questionado se seria e se tem vontade de ser candidato à Presidência durante uma entrevista.

“Eu tenho muita vontade de fazer algo diferente do que está aí. Muita vontade de fazer algo mais ético, mais eficiente, que resgate a utopia das pessoas, a capacidade das pessoas de sonhar. Essa vontade eu tenho”, disse o senador, que, no entanto, manteve a cautela sobre a candidatura, afirmando que cumpriria seu papel como presidente do PSDB.

Dizendo-se “homem do interior”, fã do cantor cearense Fágner, torcedor do Cruzeiro e adepto de cavalgadas e da comida mineira, Aécio fez críticas ao governo da presidente Dilma Rousseff, defendeu o legado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e disse que a paternidade do Bolsa Família, carro-chefe dos governos do PT, é tucana.

“Acho que é muito pouco para o Brasil o pai deixar de herança para o filho um cartão do Bolsa Família”, ressaltou ele.

O senador disse reconhecer duas virtudes nos dez anos de PT à frente da Presidência: a manutenção da política econômica do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e a ampliação dos programas sociais.

Adotando um discurso de candidato de oposição mais enfático, decretou: “Esse ciclo do PT foi importante, mas já deu”.

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS