Tempo - Tutiempo.net

Bolsonaro mente sobre total de vacinados e o país tem 1,2 mil mortes em 24 horas

Mortes por covid no Brasil crescem em ritmo mais intenso a cada dia. - Marcio James / AFP

O Brasil registrou 1.214 mortes e mais de 61 mil novos casos da covid-19 somente na terça-feira (26), segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

 No mesmo dia, o presidente Jair Bolsonaro disse que o país já é “o sexto que mais vacinou no mundo”. A afirmação, no entanto, não tem base na realidade. Até agora, foram vacinadas menos de 850 mil pessoas.

De acordo com monitoramento da plataforma Our World in Data – parceria entre a Universidade de Oxford e a iniciativa global Change Data Lab – o Brasil vacinou menos de 1% da população.

O índice exato desta terça-feira (26) era de 0,4%. Proporcionalmente o país é, na verdade, o sexto que menos vacinou entre as nações que já iniciaram a imunização. Em números absolutos é o 15º com mais doses aplicadas.

Os dados falsos foram repassadas pelo presidente a investidores estrangeiros, durante uma conferência do banco internacional Credit Suisse.

Ele estava acompanhado dos ministros Paulo Guedes, da Economia, e Ernesto Araújo, de Relações Exteriores. Além de mentir sobre o número de vacinados, Bolsonaro disse que os relatos sobre mortos no Brasil são “forçados”. O presidente não deu as fontes das informações.

Atualmente, o número de pessoas que já foram contaminadas pelo coronavírus no Brasil chega a 8.933.356.

O total de casos fatais registrados desde o início da circulação do vírus em território nacional é de quase 219 mil. A soma de mortes registradas nas três primeiras semanas do ano já é superior a tudo o que foi observado em dezembro de 2020. (Nara Lacerda)

Esse presidente precisa ser afastado imediatamente e internado para tratamento psicológico. Está definitivamente comprovado que ele tem grave disfunção cerebral. Se continuar no poder vai destruir, de forma irremediável todo o país(Carlos Lima)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS