Candidatos à presidência do PT suspeitam de irregularidades em eleição

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Candidatos à presidência nacional do PT que fazem oposição ao atual presidente Rui Falcão, que tenta se reeleger, afirmaram nesta quarta-feira (4) que desconfiam de irregularidades no Processo de Eleição Direta (PED), que será realizado no dia 10 de novembro.

 

De acordo com as denúncias, o número de petistas aptos a votar no pleito teria subido 322% em sete dias. Segundo informações do jornal O Globo, o candidato Valter Pomar denuncia que até mortos teriam se regularizado em Minas Gerais e que a direção da chapa de Falcão teria regularizado o pagamento de membros do partido em cidades do Espírito Santo.

 

Pomar pediu à direção da legenda que investigue o aumento do número de militantes regularizados. Os diretores do PT negaram a compra de votos e argumentam que o volume de filiados regularizados aumentou porque o partido se mobilizou para aumentar a participação eleitoral.

 

Fonte: Redação/ Bahia Notícias

OUTRAS NOTÍCIAS