O ex-presidente se sente incomodado com o movimento “Volta, Lula”

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, garantiu nesta terça-feira 29 que o ex-presidente Lula não voltará como candidato em 2014 e disse que o movimento de aliados como o do PR, que ontem divulgou manifesto com 20 assinaturas de deputados pedindo para que Lula se candidate no lugar da presidente Dilma Rousseff, “incomodam” o ex-presidente.

“Eu estive com o presidente Lula e ele está muito incomodado com esse processo. Para ele, nada é mais constrangedor do que esse tipo de proposta”, disse o ministro, durante cerimônia de posse do secretário executivo do ministério da Previdência Social, Carlos Eduardo Garbas.

Ontem, o líder do PR na Câmara, deputado Bernardo Santana (MG), leu em coletiva de imprensa o documento que pede a volta de Lula e disse que, caso o PT decida ficar com Dilma, a legenda irá discutir o apoio à candidatura à reeleição da presidente em 2014 em convenção nacional do PR.

Segundo ele, porém, o partido continua, por enquanto na base do governo.

“Essa hipótese não existe. Essa hipótese é zero. Zero porque o próprio presidente Lula está determinado a dar todo seu empenho e sua vida para a reeleição da presidente Dilma. A vitória do presidente Lula é a reeleição da presidente Dilma”, disse Gilberto Carvalho.

O ministro acrescentou ainda que “esse tipo de expressão vem a favorecer o adversário, só vem a nos fragilizar”.  

Fonte: B.247/Redação

OUTRAS NOTÍCIAS