Tempo - Tutiempo.net

PSDB INTERFERE EM MAIS UMA CPI QUE PODE ATINGIR GOVERNOS TUCANOS EM SP

ALCKMIN E SERRA

O PSDB coloca em prática uma ofensiva para minar a chance de a oposição relatar a única CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) instalada na Assembleia Legislativa de São Paulo com possibilidade de atingir gestões tucanas no estado, informa a Folha de S. Paulo neste domingo (28).

“Em março, assessores de tucanos passaram mais de 60 horas em fila para protocolarem um pacote com 11 CPIs em primeiro lugar. A iniciativa foi para evitar que o PT ou o PSL requeressem uma CPI da Dersa, que acabou empurrada para o 12º lugar. A Casa instala somente cinco comissões por vez e em ordem cronológica”, conta a reportagem.

Desta vez, protocolada por Edmir Chedid (DEM), aliado do governo, a CPI da Furp (Fundação para o Remédio Popular) tem como um dos seus principais objetivos apurar suspeitas de repasses de propina da Camargo Corrêa a agentes do estado que, de acordo com delatores, gira em torno de R$ 18 milhões.

A obra, uma fábrica de medicamentos na cidade de Américo Brasiliense (a 290 km da capital), envolve as gestões Geraldo Alckmin e José Serra, do PSDB. O Ministério Público de São Paulo investiga o episódio sob sigilo.

“A CPI da Furp foi uma das cinco instaladas na Assembleia após um esforço dos governistas para barrar outra comissão investigativa, que faria apurações sobre Dersa, estatal paulista de rodovias envolvida em escândalos de corrupção, e Paulo Preto, apontado como operador do PSDB”, informa a reportagem.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS