Mulher encomenda morte de rival para ficar com herança do amante em Itatim

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

A Polícia de Itatim conseguiu esclarecer o assassinato de Marluce Maria Trajano, de 48 anos, que foi encontrada morta, com sinais de asfixia, espancamento e disparos de arma de fogo, na última sexta-feira (30), em sua residência, na localidade da Melancia.

 

Edson Couto Santos, o “Negão”, 36 anos, confessou o homicídio e foi presso na tarde da sexta. Ele informou em depoimento que o crime foi encomendado por sua irmã, Miralva Couto Santos, a “Mô”, 32 anos e rival de Marluce. O criminoso já foi condenado a 14 anos por homicídio.

 

De acordo com a polícia, o marido da vítima passou a morar com a mandante, mas não terminou o relacionamento com Marluce. Então passaram a viver um triângulo amoroso. Frequentemente as duas mulheres entravam em conflito, já que moravam próximas.

 

Com a intenção de ser a única herdeira do amante, que está com uma grave doença, Miralva pediu a “Negão” que matasse Marluce. Ela escolheu a sexta pois viajaria para levar o companheiro a uma consulta médica em Salvador, dessa forma ela não seria suspeita da morte de Marluce. Miralva foi presa e autuada em flagrante.

 

Fonte: Redação/ A Tarde

OUTRAS NOTÍCIAS