Tempo - Tutiempo.net

Cirurgia pioneira de retina em Ilhéus recupera visão de paciente

Procedimento cirúrgico

Por conta dos problemas no vítreo antes da cirurgia, a paciente ANFF, 63 anos, artesã, enxergava apenas vultos.

O vítreo é uma espécie de “gelatina transparente” que preenche a parte interna do nosso olho e encontra-se em contato com a superfície da retina.

A evolução de diversas técnicas cirúrgicas abriu novas possibilidades de tratamento e cura para doenças vítreas, lesões e descolamentos de retina.

O Cenoe Hospital de Olhos foi pioneiro neste procedimento na cidade de Ilhéus, realizando em ANFF a vitrectomia, com remoção da hemorragia, liberação das trações retinianas e aplicação de um laser corretor.

“Nesta cirurgia, utilizamos um aparelho chamado de vitreófago. Com ele, é possível fazer três pequenas incisões no olho, sem a necessidade de suturas”.

Explicou Dr. Igor, especialista em retina clínica, cirúrgica e responsável pelo procedimento. A técnica utilizada pelo Cenoe permite maior segurança, tornando a cirurgia mais rápida e com menos riscos de complicações.

Os pacientes com problemas avançados muitas vezes não obtêm melhora da visão, mas garantem a estabilização do quadro, evitando assim a perda completa e irreversível.

No caso da paciente ANFF, ela não apenas estabilizou o quadro da retinopatia diabética, como conseguiu recuperar quase toda a visão. A paciente, que chegou a ficar afastada das suas atividades trabalhistas por um mês, hoje consegue ter uma vida normal.

cljornal com informações do Cenoe

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS