130 mil homicídios não foram contabilizados nos últimos 15 anos, revela pesquisa

Uma pesquisa do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) aponta que quase 130 mil homicídios deixaram de ser contabilizados no Brasil em um período de 15 anos. Segundo Daniel Cerqueira, diretor do Ipea, a maioria das mortes violentas registradas com “causas indeterminadas” no banco de dados do Sistema Único de Saúde (Datasus) trata-se, na verdade, de homicídios.

 

Segundo reportagem do Fantástico, da TV Globo, exibida no último domingo (4), os dados foram coletados entre 1996 e 2010. O levantamento teve início após o pesquisador constatar um número muito elevado de casos com causas indeterminadas de morte.

 

Após cruzamento de dados, constatou-se que 74% das mortes havia sido resultado de homicídios – em uma média de 8,6 mil assassinatos não registrados oficialmente por ano no país. Ainda de acordo com o estudo, os índices de morte violenta do país são 18,6% maiores do que o divulgado oficialmente pelo Datasus.

 

 

 

 

 

Fonte: Redação/ Bahia Notícias

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS