Laudos periciais confirmam que o garoto Marcelo de 13 anos matou família

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Tornando realidade o que a maioria das pessoas não queria acreditar, os mais de 20 laudos divulgados pela Polícia Civil terminaram por confirmam que o garoto de 13 anos, Marcelo Pesseghini, matou a tiros o pai, a mãe, a avó e a tia-avó, antes de cometer suicídio, no dia 5 de agosto, em Brasilândia, zona norte de São Paulo.

Desde o início das investigações mantive a posição de que não existiam indícios de que a casa do garoto tivesse sido invadida por terceiros, todos os caminhos levavam a um crime entre a própria família, e pelas narrações, vídeos e situações encontradas na cena dos assassinatos, o único suspeito naquele momento era o filho do casal.

Conforme os documentos, a mãe do menino, a PM Andréia Pesseghini, tinha o nome “Marcelinho” tatuado no pé direito.

Um comunicado de confirmação sobre a presença de Marcelo na escola no dia do crime foi encontrado no sofá.

Mesmo com o resultado dos laudos, a polícia segue com as investigações. A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, afirmou que o inquérito não foi concluído, pois polícia aguarda a quebra do sigilo de telefones da família para chegar ao final das investigações.    

Fonte: Agn/Redação cljornal

OUTRAS NOTÍCIAS